Home Artigos Software Avid dá novos passos na sua estratégia de atualizar e popularizar o...

Avid dá novos passos na sua estratégia de atualizar e popularizar o Media Composer

A Avid também apresentou seu arsenal de novidades na NAB 2013 para toda a sua linha de soluções para áudio e música, edição e finalização de vídeo digital, broadcast, jornalismo e workflow colaborativo.

O que mais chamou atenção, e não poderia ser diferente, foi o anúncio do Media Composer 7 e do ProTools 11, seus produtos com maior aceitação. Em relação ao Media Composer, junto com as tradicionais melhorias e adições de novos recursos, foi divulgada uma importante mudança na política de preços para o aplicativo.

Isso mostra que a Avid realmente está trabalhando firme e decidida no sentido encontrar saídas para superar os oito anos de grave crise financeira que vêm trazendo desconfiança e insegurança no mercado (clique aqui para ler um post recente do Videoguru sobre o assunto).

Conheça abaixo os destaques do que o Media Composer promete para a nova atualização, de acordo com o comunicado de imprensa distribuído pela Avid.

• Ferramenta FrameFlex™ e suporte para LUT (Look-up Tables) – Permite ao editores fazer a ingestão de mídia 2K, 4K e 5K com conversão de espaço de cor em tempo real e entregar conteúdo diretamente em HD.

• Gerenciamento de mídia via AMA – Mídias ligadas através do Avid Media Access (AMA) agora se beneficiam do conjunto completo de ferramentas de gerenciamento de mídia líderes da indústria, anteriormente reservados para mídia nativa Avid.

• Pastas Dynamic Media – Aceleram e simplificam as tarefas de gerenciamento de mídia via AMA com funcionamento automático em segundo plano.

• Master Audio Fader – Permite aos editores controlar o nível de volume global do programa e inserir plug-ins para equalização, compressão e medição.

Clip Gain – Editores podem ajustar o ganho em um clipe específico, independente dos ajustes automáticos baseados em trilha, sem precisar envolver  ferramentas de áudio separadas.

• Opção Symphony Color Correction – Permite adicionar ferramentas de editores de correção de cor avançadas anteriormente encontrados somente no Avid Symphony.

• Interplay Sphere para Mac – Permite que as equipes criativas editem, compartilhem, etiquetem, controlem e sincronizem as mídias enquanto elas fluem através de processos de produção em qualquer lugar do mundo (requer o Media Composer Edition Interplay).

Com o recurso FlameFlex, o editor poderá adquirir e utilizar mídias 2k, 4k e 5K, permitindo  o re-enquadramento e operações tipo “pan e zoom” nas mídias de resolução superior em timelines HD. Mas ainda não será dessa vez que o Media Composer trará a plena independência de resolução, nem a possibilidade de editar em timelines com resolução maior que full HD, como o Premiere ou o FCPX.

A pasta Dynamic Media deve representar um ganho considerável, por exemplo, no fluxo de trabalho com arquivos via AMA. Por meio dos recursos embutidos no uso dessa pasta, processos de conversão para DNxHD, ocorrerão em segundo plano ou até mesmo sem o Media Composer estar rodando.

O AMA, a propósito, recebeu outras melhorias importantes e agora são tratadas quase como se fossem midias nativas Avid armazenadas na pasta Avid MediaFiles, se beneficiando de vários recursos de gerenciamento de mídia.

O AMC7 também tem ainda outras novidades não destacadas no comunicado de imprensa como suporte para Look-up Tables (LUTs) 1D/3D e Color Decision Lists (CDLs), formas de onda de áudio com uso de cache, e o suporte para arquivos AS-11 e arquivos XAVC, da Sony (com suporte para 2K/4K via AMA).

No entanto, a grande mudança da nova versão tem a ver com o modelo de negócio para o produto. Com o Media Composer 7, o Symphony, como produto à parte, deixa de existir. Seus recursos avançados de correção de cor, juntamente com  o Boris Continuum Complete 8, passam a ser uma opção de upgrade para o usuário do Media Composer, tal como o PhraseFind ou o ScriptSync.

E a política de preços também muda completamente. O Media Composer 7 custará US$999, com a opção Interplay Edition saindo por US$1.500!

Esse movimento vai na direção certa de potencializar a captação de novos usuários, até com um certo atraso, e significa um reforço considerável na briga com os seus principais concorrentes, que há muito são vendidos com preços acessíveis, especialmente o FCPX (que custa US$300).

O Media Composer 7 está previsto para sair em meados de julho-agosto desse ano. Você encontra mais detalhes sobre os anúncios da Avid para a NAB 2013 acessando essa página especial no site da empresa, e na página específica de apresentação do MC7.

Gostou do artigo ?

Inscreva-se em nossa Newsletter para receber as atualizações do VideoGuru.

Artigos relacionados
1 6109

Seguindo a tendencia de ofertar pacote de produtos na área vídeo digital, a Red Giant comercializa o Shooter Suite, que traz um conjunto de aplicativos e filtros adequados para produções profissionais. Seus componentes vão desde ferramentas para facilitar a...
0 5670

Não é novidade que o Mocha é a principal referência hoje na área de motion tracking (rastreamento de movimento). O programa já tem uma história e segue se renovando, como faz agora. E muito bem, por sinal, como vamos...

Deixa seu comentário

GALERIA

1 5186

A interação entre ação viva e animação tem sido explorada ao longo da história do cinema, com muitos exemplos dos estúdios Disney e o inesquecível "Uma Cilada para Roger Rabbit", dirigido por Robert Zemeckis. O resultado, em geral, é estimulante. Pensando bem, a idéia...
8 5658

Esse vídeo fantástico, feito na Rússia para o lançamento de um projeto imobiliário, foge totalmente dos padrões tradicionais e utiliza a fantasia, com imagens incríveis, no lugar do uso tradicional de plantas e animações dos prédios em computação gráfica....
1 6313

Há algum tempo, publicamos um post com um vídeo do editor Piu Gomes, criado para responder a essa pergunta essencial para quem quer entender a linguagem audiovisual: o que é montagem? Também publicamos, há mais tempo ainda, outro post chamado...