Home Tutoriais Videoguru Tuts FCP X – Uma nova forma de editar

FCP X – Uma nova forma de editar

Se você se interessa por edição de vídeo no Mac, já deve estar sabendo que o Final Cut Pro X é completamente diferente das versões anteriores do programa.

Isso significa que literalmente todos os usuários, profissionais experientes ou iniciantes, terão que aprender a usar o novo programa partindo do zero. Esse tutorial dá um primeiro passo nesse sentido com uma primeira abordagem do FCP X, começando pela sua interface e fluxo de trabalho.

 • • •

A interface do FCP X apresenta três painéis principais: Event, Viewer e Timeline. Acompanhe a ilustração:

 Clique na imagem para ampliar.

 

O fluxo de trabalho no FCP X funciona assim:

 

O material importado é organizado em eventos, que funcionam como pastas gerais para agrupar qualquer tipo de mídia relacionados a um certo trabalho. Cada edição criada toma a forma de um projeto, que funciona como as antigas sequências de edição do FCP 7. Um mesmo evento pode abastecer vários projetos, embora, no momento em que são criados, os projetos tenham de ser vinculados a um evento pré-existente.

Eventos e projetos correspondem a uma série de pastas e arquivos localizados nas pastas Final Cut Events e Final Cut Projects, criadas no Finder do seu computador dentro da pasta Filmes do usuário ou na raiz de um disco rígido adicional. Sempre que abrimos o FCP X, ele mostra os eventos e projetos criados até o momento e que continuam residindo nos diretórios reconhecidos pelo programa.

Em cada evento, depois de importados, os clipes originais podem ser organizados em coleções associadas a uma palavra-chave (Keyword Collections) ou em coleções definidas por uma ou mais etiquetas (tags) associadas a eles (Smart Collections), inclusive palavras-chave. Um mesmo clipe pode constar simultaneamente em várias coleções de palavras-chaves e coleções inteligentes.

A partir de agora, vamos experimentar um fluxo de trabalho simples, porém completo, passo-a-passo, desde a importação de mídia para um evento até a exportação do corte final de um projeto. Como exemplo, para simplificar, utilizarei um esquema a partir de um material registrado e armazenado num iPhone, que fará o papel de uma câmera de vídeo baseada em cartão de memória.

 

1 – Plugue a sua câmera no Mac. Acione o comando File > Import from Camera. No painel Camera Import, assista o material escolha os clipes que você deseja importar, e acione o botão Import Selected. Na caixa de diálogo seguinte, crie um novo evento, e desabilite todas as opções adicionais abaixo.

 

2 – Selecione Window > Revert to Original Layout. No Event Library, clique no evento que você criou. Depois selecione um clipe no Event Browser e passe o cursor do mouse sobre o _filmstrip_ na parte de cima do painel para usar o recurso de visualização dos clipes chamado Skeemer.

 

3 – Selecione o evento criado e acione o comando File > New Keyword Collection uma ou mais vezes, e crie coleções de palavra-chave para organizar seus clipes no Event Library como se fossem bins do FCP 7. Em seguida, arraste os clipes do Event Browser para as palavra-chave no Event Library.

 

4 – Caso ele esteja escondido, acione o comando Window > Show Project Library. Em seguida clique no botão com o sinal de somar na parte de baixo do painel Timeline e crie um novo projeto indexando-o ao evento criado, sem mexer nas outras opções. O novo projeto abrirá automaticamente na Timeline.

 

5 – Selecione um clipe no Event Browser, passe o mouse por cima do filmstrip usando o recurso Skeemer até achar o ponto de início do trecho que você quer aproveitar, clique, segure e arraste o cursor do mouse sobre clipe para fazer a seleção. Se precisar, arraste as laterais da edição para ajustar a seleção.

 

6 – Arraste o trecho selecionado para o projeto aberto no painel Timeline ou tecle E (atalho para o comando Append). Repita os passos 5 e 6 até completar um corte bruto não muito longo, com uma duração de até um minuto, por exemplo.

 

7 – No painel Timeline, arraste livremente os clipes para trocar sua ordem na seqüência de clipes. Se precisar, ajuste a duração dos clipes com a ferramenta Selection (o painel Timeline opera no modo Ripple por padrão) selecionando e arrastando as laterais dos clipe (pontos de entrada e saída).

 

8 – Revele o painel Music and Sound Browser e escolha uma música para a trilha sonora na pasta iLife Sound Effects com uma duração compatível com o seu corte bruto e arraste-a para a parte de baixo no início do projeto, até que ela conecte-se ao começo do primeiro clipe da edição.

 

9 – Ajuste o ponto de saída da música para casar com o final da seqüência de clipes de vídeo. Finalmente, mantenha o painel Timeline ativo e acione o comando Share > Export Movie. Acione o botão Next, escolha um nome e uma pasta para salvar o resultado. Aguarde o render e assista a sua edição.

• • •

Fique ligado na série de tutoriais sobre o FCPX que começa com esse post. Na sequência, ela cobrirá em mais detalhes o fluxo de trabalho e as ferramentas básicas do programa.

Artigo escrito originalmente para a revista Macmais, com eventuais adaptações para publicação no Videoguru.

Gostou do artigo ?

Inscreva-se em nossa Newsletter para receber as atualizações do VideoGuru.

Artigos relacionados

Uma das principais funções de gerar um novo projeto pelo Media Manager é diminuir radicalmente o tamanho dos arquivos utilizados em um projeto, principalmente quando este vai para a finalização ou é armazenado depois de pronto. Acontece que, em...

A GoPro Hero é uma linha de câmeras ultra-compactas, muito versáteis e de excelente qualidade. Desde a sua primeira versão vem dominando o mercado de imagens de esportes radicais porque nenhum outro equipamento se mostrou tão eficaz na produção...
31 comentários Nesse post
  1. Estou fazendo uma série de trabalhos (pessoais, por enquanto) com FCPX e fazendo algum esforço para me adaptar. Algumas impressões atuais: a) não havia necessidade de uma quebra tão grande de paradigma; b) precisa de máquinas poderosas para fazer tarefas simples sem ficar no mínimo irritado; c) muita atenção para recursos poderosos e mágicos dentro dos clipes e de uma suposta organização do material, enquanto se deixou de lado (e até prejudicou) a organização da estrutura da montagem em si. Do jeito que é privilegia decisões lineares. (óbvio que isto dentro do meu processo pessoal de montagem).
    Mas estas impressões devem mudar, até porque não tem grandes opções. :)

    • Ah, e acabo de descobrir, da pior maneira possível, é claro, que os arquivos dos projetos podem corromper e você perde sua edição inapelavelmente, sem autosave vault para salvar. Problemas desta estrutura fechada de organização de midia/projs/diretorios inventada desde o iphoto/imovie.

      • Alê, qual versão você está usando? O FCPX 10.0.3 implementou um sistema de backups automáticos de eventos e projetos, que salvam modificações de 15 em 15 minutos. Em tese, quando você inicia o programa e ele encontra um projeto ou evento corrompido, ele abre um painel com as opções de investigar o problema ou restaurar os eventos e projetos a partir dos backups.

        • 10.0.3. E enquanto eu não tirei fora o projeto corrompido o programa simplesmente não abria – até vi que tinha um lance de becape. Ainda bem que eu tinha acabado de exportar a edição base com cor corrigida (para “finalizar” no FCP 7 – ainda é mais rápido para mim colocar letreiros e trilha lá). Mas continuo achando estes sistemas de arquivos muito herméticos de alto risco.

          • Eu nunca tive algo parecido em todos esses meses de uso quase constante. No seu caso, o mecanismo de backup deveria ter funcionado. Talvez seja algo que possa se estabilizar com novas versões. Realmente, o programa não é baseado em arquivo de projeto, com tudo de bom e ruim que isso pode ter. Em parte, funciona quase como um banco de dados.

      • Ale, pra responder a esse comentário, decidi fazer um post novo e abrir um espaço mais amplo pro debate desse tema.

  2. Estou sentindo falta de marcadores e que o DVD Studio pro entenda. Já sei estou pedindo demais pois o mesmo já foi esquecido, mas para criação de um DVD mais elaborado com capítulos isso se torna complicado no final x. Ok que o mercado atual nao e de mídias físicas como um todo, más vira e mexe alguém quer um disco. A Apple vem aprimorando o final e colocando boa base de recursos profissionais, espero que continue dando muita atenção a isso.

    • Marcas de capítulo podem ser colocadas num compartilhamento via Compressor. Não é o ideal, mas rola.

  3. Então João, para as pequenas produtoras que necessitam utilizar vários HDs externos e com tempo curto, nessa hora que o Final Cut Pro 7 mostra sua versatilidade. Basta ter a estrutura em um HD externo com as mídias, e o projeto pode ser compartilhado em Dropbox com as ilhas. Então acho isso um ponto muito negativo do FCPX, de ter que compartilhar o projeto, por dentro do próprio FCPX.

    O sistema de autosave, nos projetos caseiros que tenho feito nele, também não corromperam, mesmo eu tendo um tremendo medo do programa não salvar, ou dar a louca e perder tudo. Acho que a Apple poderia implementar um Auto Save Vault dos Eventos no X, não vejo porque ficar apenas com um arquivo de backup.

    Acredito que o FCPX está começando a tomar um rumo mais agradável de quando ele foi lançado, quem sabe na versão 10.1, finalmente teremos o Final Cut de volta no seu novo estilo.

    • Workflows de projetos compartilhados não são o forte do FCPX até o momento. Para backups existe um excelente programinha, o Backup for Final Cut Pro. O programa está melhorando muito e deve encontrar seu espaço junto aos profissionais, você tem razão.

  4. Olá, li por cima o tutorial, achei bem interessante.

    Mas, uma orientação: na verdade sou iniciantissimo na área de filmagens e edição (o que não é minha praia), e por questões de economia, eu mesmo vou ter que tentar editar umas imagens captadas.

    Então pra inicio de conversar, me ajude a decidir?
    Captei umas imagens cujas extensão é .mov, .avi, mob, etc. (não sei se dizer a extensão do vídeo é preciso).

    Preciso editar, então com qual programa de edição eu vou?
    1o. Final cut?
    2o. Sony vega?
    3o. Adobe Premiere?
    4o. Ou, ou? qual esqueci de mencionar?

    – Qual desse é mais fácil de manusear ou todos tem o mesmo grau de dificuldade?
    – Vou usar um computador iMac 27″ cuja configuração é: i7 3,4 GHz Intel Core, 8gb memoria, AMD Radeon HD 6970M, 2Tb HD – se a configuração for necessária dizer pra ajudar.
    – Gostaria tbm. de saber qual programa utilizo pra fazer abertura em movimento do tipo: Globo Filmes, Paris Filmes, Imagem Filmes, Europa Filmes, Versatil DVD, etc.
    – Que programa utilizo pra montar um logotipo?
    – Desses programas que citei, como o pessoal tem lidado com eles no sentido de: compram os programas originais ou craqueam?
    Isto é tudo.
    Obrigado pela atenção e fico no aguardo de alguma resposta.

    • Todos os programas citados possuem um grau de dificuldade parecido. Pessoalmente, considero o FCPX um programa mais intuitivo e fácil de aprender, especialmente para quem não tem experiência com outros programas que utilizam paradigmas clássicos de interface. A configuração do seu iMac é boa para edição, talvez fosse aconselhável colocar 16GB de RAM quando você puder. Vinhetas de identidade visual são feitas em programas de composição de imagem em movimento (tipo After Effects) e programas de animação 3D (tipo Cinema 4D, Maya, etc). Nós do Videoguru sempre recomendamos usar software adquirido legalmente, mas há muita gente que, infelizmente, utiliza programas piratas, especialmente pessoas que trabalham em casa, em estúdios próprios.

  5. Oi João Velho, obrigado pelas informações.

    O FCPX (que custei um tempo atrás perceber que se tratava duma abreviação do nome do programa), é mesmo vendido na App Store versão 10.0.9 custando USD 299.99 cujos primeiros usuários que o adquiriram reclamaram?

    O programa FCPX compensa ser adquirido legalmente de fato ou pirateado? Pergunto, pois se precisar atualizar pode dar problema qto. a isso, caso seja pirata. E se precisar atualizar, não é preciso pagar pela atualização, é?
    Acho que quero dizer que, devo ter tempo limite de uso, como licença de um ano e aí ter que pagar de novo, existe isso em relação a esse programa?

    E também quanto aos programas que criam vinhetas, logotipo como After Effects, Cinema 4D, Maya que vc menciona, tudo original, suponho que vai dizer. Onde os encontro?

    Você sugere 16Gb de RAM para meu iMAC, mas por que mais ainda? vc acha que a configuração do meu iMAC ainda fica a desejar na sua opinião? De fato ele tem mais duas entradas pra…, não me lembro mais como se fala isso…, pra colocar duas outras memórias.

    • Sim e não. É o mesmo programa, porém ele já evoluiu bastante. Nunca recomendo a utilização de software pirata, ainda mais a esse custo, irrisório para um programa profissional. A Apple está para lançar um “major update”, que vai sair junto com o novo Mac Pro. Por se tratar de uma atualização de número cheio, da versão 10.0 para a versão 10.1, ela deve cobrar algo. Por isso, talvez seja melhor esperar um pouco. Enquanto isso, você pode usar uma versão trial, de teste, valendo por 30 dias. Entre as versões de numero cheio, a Apple não costuma cobrar nada pelas atualizações. A Adobe oferece o After Effects no conjunto de programas Creative Cloud, que funciona como uma assinatura, que sai por U$50 ao mês. O Cinema 4D e o Maya podem ser comprados por representantes no Brasil. Quanto mais memória RAM houver na sua máquina, melhor será o rendimento e performance de programas de vídeo e computação gráfica.

  6. Oi João Velho obrigado mais uma vez.

    Esqueci de dizer mas, “PRO” quer dizer “(de/para) profissional”, certo?

    Em relação ao valor do programa FCPX achei um valor interessante diante realmente do que vc disse dele ser um programa de edição profissional.

    A versão trial do FCPX consigo no AppStore? E em relação número cheio que vc menciona, o que quis dizer? A versão 7 (pelo que li por aki) digamos não é uma versão de número cheio? e a versão 10.0 é de número cheio, isso?

    Só pra eu entender e tentar fechar o assunto aqui: o FCPX é um programa de edição, no qual o usarei para colocar as cenas/as sequencias de imagens que quero, na time line, por exemplo?

    Com o FCPX também adiciono letreiros como créditos iniciais e finais, assim como legendas, e tbm. nomes das pessoas em relação a um depoimento digamos?

    Com o FCPX também posso adicionar as vinhetas ou intro de abertura duma produtora digamos, assim como logotipo estático, etc?

    Essa manhã conversei com um atendente da Apple e ele me disse que no meu computador ainda há (como eu já sabia), dois slots para colocar outros pentes de memórias RAM (se apropriando e relembrando certas palavras do nicho técnico, rs…).
    E esses pentes podem ser de 4Gb, 8Gb, até 16Gb cada.

    Bom, no meu computador já tenho 8Gb de memória, na sua opinião – eu comprei esse computador pra essa finalidade pra edição de vídeo -, o que seria interessante diante do que vc me disse em relação a rendimento e perfomance de programas de vídeo e computação gráfica.
    Acho que a resposta talvez seja obvia, mas colocaria dois pentes de 8Gb (totalizando 16Gb), ou dois pentes sendo 16Gb cada?
    Será que processador aguenta?

    Bom, faço essas perguntas porque to mei-q preparando terreno pra eu entrar na edição. Aguardo alguma resposta, obrigado.

    • A versão trial pode ser obtida por este link: http://www.apple.com/finalcutpro/trial/

      10.1 será o próximo “major update”.

      Sim, o FCPX é um programa de edição de vídeo, e pode ser usado para adicionar letreiros. Vinhetas podem ser feitas no FCPX, mas você terá mais recursos no Motion ou no After Effects. Mais dois pentes de 4 ou 8 GB já estariam de bom tamanho para edição de vídeo.

  7. Oi aqui tbm.

    Qual é esse programa Motion que você menciona?
    O Adobe Premiere parece ter mais recursos de edição e efeitos, é isso?

    • Marcio, o software Motion é desenvolvido pela Apple. Procure mais informações em http://www.apple.com. Creio que você deve investir mais tempo estudando a área de vídeo digital de outras maneiras, como, por exemplo, a Wikipedia, e através de livros especializados. Suas perguntas estão fugindo ao escopo dos assuntos dos post em que você está comentando. Se você insistir nesse procedimento, serei obrigado a partar de te responder. Em breve teremos um forum, e aí sim, você poderá ter mais espaço para tirar tantas dúvidas sobre assuntos tão diversos.

  8. Bom João Velho, meu caso não é por falta de não querer estudar ou não querer buscar, pelo contrário, é querer-saber.

    Mas querer-saber, acredito que é uma motivação intrínsica a qualquer pessoa pois as perguntas surgem devido às muitas dúvidas e incertezas, e a persistência em querer saná-las é o turbo propussor que move os interesses das pessoas.

    Bom, na minha santa ignorância, buscar informações em Wikipédia é paliativo, apesar que sana dúvidas momentâneas, mas é extremamente fonte de consulta super-hiper-ultra duvidosa segundo mundo acadêmico.

    Mas lembre-se que sempre partimos dum ponto zero onde nada sabemos e vamos a busca para…., chegar nesse nível aí que fica subentendido, digamos.

    Ontem à noite de madrugada entrei no site da Adobe (que noutro post vc passou-me o link), mas eu já tinha enviado aqui as mensagens ali acima.

    Bom…, segundo sua experiência, você me aconselhou usar o Final Cut Pro X, entretanto (como agora chegou a hora da edição dos vídeos para eu fazer), no site da Adobe vi lá os pacotes Premiere Adobe Creative Cloud e vendo outros programas deles e suas funcionalidades, a gente fica tentado.
    Programas como Adobe Premiere Pro CC, After Effects CC, Audition CC, Speed Grade CC, Photoshop CC são de dificil manuseio na sua opinião?
    Agradeço até agora pela sua paciência, saco e tempo em responder. E que venha o fórum para discussão.

    • Marcio, realmente o Adobe CC tem programas para quase todas as tarefas que um profissional de vídeo pode precisar realizar. Todos os programas de vídeo profissionais não são muito fáceis de usar, mas o FCPX é considerado mais intuitivo e mais fácil de ser assimilado por quem não tem experiência prévia. O problema não é apenas o trabalho e o saco de responder, como eu te disse, temos que manter a coerência e discutir nos comentários os temas relativos ao post em questão. No Forum isso vai ficar mais fácil.

  9. Alguem sabe o que aconteceu com a biblioteca musical no FCPX no Mavericks?
    Simplesmente sumiu! Alguem sabe onde foi para?

    • Eu consigo enxergar as faixas de efeitos sonoros na seção de biblioteca de sons do FCPX, mesmo após a instalação do Mavericks. Essa parte de música, nunca reparei que havia. Deve ter a ver com bibliotecas do Garage Band ou do antigo FCP7 e do SoundTrack. Talvez a instalação do sistema novo tenha mexido nisso. Há um thread de alguém relatando algo parecido com a sua situação nos fórum de suporte da Apple para o FCPX, veja o link a seguir: https://discussions.apple.com/thread/5494441. Mas repare que o moderador Tom Wolsky, assim como eu, não tinha conhecimento dessas faixas musicais e não pôde ajudar a pessoa que reclamou do problema. Talvez você possa reinstalar o FCP Additional Content, ou mesmo o Garage Band para ter acesso à essas faixas de stock music.

    • Também tive este problema, mas acho que foi com a instalação do FCP 10.1, pois já estava usando o Mavericks e estava tudo ok, estou na duvida pois atualizei o iMovie e o GarageBand também. Resolvi o problema instalando o content v1.0 do FCP sei que e um arquivo antigo mas a Apple não atualiza este arquivo desde o FCP 7 aqui funcionou. Baixe no link http://support.apple.com/kb/DL1394. espero ter ajudado

  10. Boas…. Gostaria de saber se no FCP x 10.08 tenho condições de personalizar a interface? Trabalho com 2 monitores e queria separar a janela de video deixando-a sozinha. e as restantes ferramentas no outro monitor. grato
    Alex_PT

Deixa seu comentário

GALERIA

1 5015

A interação entre ação viva e animação tem sido explorada ao longo da história do cinema, com muitos exemplos dos estúdios Disney e o inesquecível "Uma Cilada para Roger Rabbit", dirigido por Robert Zemeckis. O resultado, em geral, é estimulante. Pensando bem, a idéia...
8 5472

Esse vídeo fantástico, feito na Rússia para o lançamento de um projeto imobiliário, foge totalmente dos padrões tradicionais e utiliza a fantasia, com imagens incríveis, no lugar do uso tradicional de plantas e animações dos prédios em computação gráfica....
1 6124

Há algum tempo, publicamos um post com um vídeo do editor Piu Gomes, criado para responder a essa pergunta essencial para quem quer entender a linguagem audiovisual: o que é montagem? Também publicamos, há mais tempo ainda, outro post chamado...