Home Notícias Edição de Vídeo Lançado o Final Cut Pro X 10.0.9 – agora falta pouco para...

Lançado o Final Cut Pro X 10.0.9 – agora falta pouco para o primeiro major update

Novamente, sem nenhum alarde, a Apple lançou ontem mais uma atualização do Final Cut Pro X, a 10.0.9.

Essa é mais uma atualização incremental, de correção de bugs e aumento de estabilidade. Veja o veio com ela:

• Resolve problemas que resultavam em artefatos verdes ao usar material no formato Sony XAVC;
• Corrige vários problemas relacionados com falhas na exportação de segmentos com material de vídeo entrelaçado e retemporizado;
• Inclui melhorias de estabilidade.

Na realidade, esta é a terceira atualização seguida em que não há a introdução de novos recursos de peso, a última desse porte foi a 10.0.6.

Isso é bom ou ruim? Se pensarmos que o update veio magro, poderíamos considerar ruim. No entanto, o mais importante desse lançamento tem a ver com a sinalização para o próximo update, que será, inevitávelmente, o de número 10.1.

Isso nos leva a concluir que a Apple está guardando todo o chumbo grosso economizado nos últimos meses para a primeira atualização de número cheio do programa, e que vai coincidir, agora ficou claro, com lançamento do novo Mac Pro.

Ou seja, podemos esperar para, junto com o surgimento da nova máquina, uma versão que poderá ser aquela que irá significar o amadurecimento completo do programa, com a introdução de recursos amplamente aguardados, e que poderá ser responsável por uma grande onde de expansão da sua base de usuários.

A Apple sempre fez software para vender hardware. Por isso a lógica do raciocínio acima tem tudo para estar correta, e o próximo update (esperado para setembro-outubro) será, com toda a certeza, amplamente compatível com o hardware do Mac Pro cilíndrico, especialmente com a sua GPU dual-core.

E toda essa conversa nos leva a outro ponto importante, que dá conta de como a Apple vai conduzir sua política de upgrades cheios em relação a preço. Será gratuito? Será cobrada com o valor cheio, de uma compra nova? Ou haverá a cobrança de uma fração do valor para quem já comprou a versão anterior?

Até agora, como se sabe, todos os updates do FCPX foram gratuitos, e não há nenhum exemplo anterior de política de upgrade com desconto de preço nesse novo modelo de venda de software profissional direto pela App Store.

Todos esses aspectos aumentam ainda mais a expectativa sobre o próximo update do FCPX. O programa ficou estigmatizado pela reação ao lançamento desastrado que a Apple fez há dois anos atrás. Ainda tem muita gente que nunca experimentou o programa pra valer e afirma que ele não é profissional.

Mas quem já o utilizou de verdade, dando tempo e abrindo a cabeça pra aprender paradigmas novos, está gostando muito. Ainda pode melhorar bastante, mas não cabem mais dúvidas quanto ao caráter profissional do aplicativo.

O site fcpx.tv mantém uma lista dos recursos mais desejado para o programa. Veja abaixo os primeiros 10 itens:

• 01 – O número um e ainda o campeão. A opção Timeline com rolagem (scrolling) enquanto o projeto está tocando;

• 02 – Recursos de áudio mais profissionais : Audio Mixer com um Master Fader, inserção de plug-in AU, gravação de keyframes, atribuição de submixes de Roles para trilhas e canais separados de arquivos de áudio e de hardware de dispositivos de saída, edição por forma de onda mais precisa, etc.;

• 03 – Guardar e recuperar layouts de janelas personalizados, com janelas móveis de painéis  individuais;

• 04 – Roundtripping verdadeir0 / integração com o Motion;

• 05 – Melhoria do recurso dual-monitor duplo (event viewer/canvas viewer);

• 06 – Um editor de keyframe dedicado melhor e com mais opções de keyframe;

• 07 – Múltiplos scopes de correção cor abrindo ao mesmo tempo;

• 08 – Opção de atualização de evento duplicado;

• 09 – Parâmetros de correção de cor com keyframe;

• 10 – Otimização de performance e estabilidade com render muito mais rápido de forma de onda de áudio, menos congelamentos e hesitações, travamentos, etc.

Pessoalmente, gostaria de ver implementadas duas coisas com prioridade sobre as demais. Primeiro, mais importante, o programa deve evoluir para aquentar melhor projetos de longa duração.

De acordo com a minha própria experiência e de diversos editores, para curtas e comerciais, e até episódios de 30 a 50 minutos, tá tranquilo, o programa tá batendo um bolão. Mas para longa-metragens de duas horas ou mais, os que já se aventuraram dizem que ainda é preciso fazer uma certa ginástica de divisão de eventos e projetos para lidar melhor com bibliotecas e timelines muito pesadas.

Acho que o esquema novo de GPU do Mac Pro deve ir nessa direção, de atacar exatamente essas questões de performance, provavelmente, junto com uma evolução de código, com bits mais bem escovados.

A outra coisa que considero fundamental é a implementação de algo como um painel de timeline com um tipo de modo “Roles view”, ou seja, no lugar de trilhas, teríamos os Roles. E junto com isso, um mixer em tempo real com master fader e gravação de keyframes de mixagem direto nesse painel baseado no Roles. Fazendo isso, acho que resolve definitivamente a parte de áudio.

Claro que ainda cabe muito mais coisa, mais isso tem um lado bom, que mostra que o programa pode ficar ainda melhor, com as lapidações que todo os software precisa fazer sempre, especialmente os novos.

Nós aqui do Videoguru usamos o FCPX nos nossos trabalhos, assim como usamos outros programas também considerados profissionais. E por esse motivo, seguimos bastante animados e atentos ao que está por vir.

Gostou do artigo ?

Inscreva-se em nossa Newsletter para receber as atualizações do VideoGuru.

Artigos relacionados

Quatro meses depois do lançamento da versão anterior, surge o Final Cut Pro X 10.1.4. Não se trata de uma daquelas atualizações repletas de recursos novos, mas de manutenção e correção de bugs. Mas, por um detalhe, a nova versão...

Depois de  algum tempo em fase beta, o programa de edição não-linear de vídeo digital Lightworks Version 12 foi lançado oficialmente pela EditShare e já pode ser baixado para as plataformas Windows, Linux e Mac OS X. Muito se falou...
10 comentários Nesse post
  1. 9 a cada 10 editores que conheço que são categóricos em dizer que o programa não é profissional nunca abriram o FCPX!

    Realmente o programa precisa amadurecer, principalmente conversar com outros aplicativos, mas dá pra fazer muita coisa com ele.

    • É sempre a mesma coisa. Ninguém experimenta e segue com o preconceito baseado no buchicho do primeiro momento. Mas o programa é um sucesso. Já vendeu mais que a versão FCP7. Quanto à conversa com outros aplicativos, uso X2Pro para o Pro Tools sem nenhum problema, e o Logic Pro X também já começou a integração. E para o DaVinci Resolve, a versão 10 do programa da Blackmagic vai “resolver” os últimos entraves no FCPX XML. 😉 Mas falta integrar melhor com o Motion.

  2. Oi Joao
    o link pra esta pagina está errado na foto do home, lá nao tem o .br, tem .b, é pouca coisa mas é bom corrigir, no texto está certo.
    Parabéns por tudo isso aqui, nao tenho acompanhado muito mas a qualidade é ótima.

    Sobre o FCP X, também nao tenho acompanhado a evolução porque até agora nenhum cliente meu adotou o programa, e nao sou eu quem vai convencer ninguém, mas pode sim existir uma versão 10.0.10, em vez da 10.1, já tem isso em vários outros programas.

    Apesar de vender bastante acho que os grandes profissionais de vídeo, a saber, as produtoras, ainda nao usam massivamente. Como paradigma de edição ele é muito diferente e quase ninguém gosta de ficar mudando de modo de trabalhar.

    Eu mesmo desisti de descobrir as vantagens do X e dar murro em ponta de faca com clientes, quem sabe um dia mudo de idéia, acho que estou ficando velho.

    Freitas :-)

    • Oi Freitas, obrigado pelo toque para consertar o link, e pelo apoio.
      Creio que virá uma versão 10.1, até pela lógica dos acontecimentos e pela regra das ultimas atualizações.
      Grande parte do mercado, realmente, continua receoso em relação ao FCPX. Mas ele está seguindo seu rumo e conseguindo se firmar como uma das alternativas mais interessantes do momento.
      Se continuar evoluindo como tem ocorrido, uma hora, ele vai chegar até você, com certeza.

    • Isso não é possível. Depois dos 30 dias, a versão trial expira e você precisa pagar pelo uso do programa.

    • Concordo, Mauricio. Vamos aguardar o próximo dia 22/10/13. Acho que teremos boas surpresas nessa área.

Deixa seu comentário

GALERIA

1 4973

A interação entre ação viva e animação tem sido explorada ao longo da história do cinema, com muitos exemplos dos estúdios Disney e o inesquecível "Uma Cilada para Roger Rabbit", dirigido por Robert Zemeckis. O resultado, em geral, é estimulante. Pensando bem, a idéia...
8 5438

Esse vídeo fantástico, feito na Rússia para o lançamento de um projeto imobiliário, foge totalmente dos padrões tradicionais e utiliza a fantasia, com imagens incríveis, no lugar do uso tradicional de plantas e animações dos prédios em computação gráfica....
1 6078

Há algum tempo, publicamos um post com um vídeo do editor Piu Gomes, criado para responder a essa pergunta essencial para quem quer entender a linguagem audiovisual: o que é montagem? Também publicamos, há mais tempo ainda, outro post chamado...