Home Artigos Teoria Monitoração profissional para seu Mac Parte 1

Monitoração profissional para seu Mac Parte 1

A monitoração correta é um dos itens mais importantes para sua ilha de edição e/ou finalização. Ao mesmo tempo, é um dos itens menos compreendidos e onde geralmente falta investimento. Nestes artigos discutiremos a importância da monitoração apropriada ao seu tipo de trabalho e como escolher o melhor monitor.

Se o seu trabalho nunca é exibido na televisão ou no cinema e também não é distribuído em DVDs ou Blu-Ray, um bom monitor de computador devidamente calibrado já é suficiente. Ainda mais se a internet for seu meio de distribuição principal. De nada adianta comprar o mais poderoso Mac Pro se sua monitoração lhe mostra imagens erradas.

No caso acima, com um bom monitor, pode-se passar tranquilamente apenas com a calibragem disponível no próprio Mac. Vá em System Preferences (ou seu equivalente em português) e clique no ícone do display. Selecione o botão de cor (color) na tela que abrirá e clique em Calibrate. Selecione o item Expert Mode e clique em Continue. Daí para a frente, siga as instruções.

Duas dicas importantes. Calibre seu monitor nas condições normais de luz em que você trabalha. No caso de trabalho para a internet, pode ser com o ambiente mais claro. No caso de trabalho para TV, fotografia  e principalmente para cinema, recomendamos trabalhar em um ambiente com pouca luz. Para conseguir um efeito mais preciso no ajuste com as maçãs, feche bastante suas pálpebras, como se estivesse forçando a vista, que isso ajuda a achar o ponto correto.

O próximo passo para se obter maior precisão é o uso de um calibrador. Existem diversas marcas como Datacolor e ColorMunki, cada uma com modelos mais baratos e mais caros. Geralmente a precisão aumenta com o preço, e seu orçamento e a precião exigidos em seu trabalho ditarão que modelo comprar.

Os calibradores são posicionados sobre a tela de seu monitor e medem diretamente as imagens geradas por ele, criando um perfil preciso de cor que seu computador utilizará para alimentar o monitor. O uso de calibradores nos monitores de computador é muito importante para quem trabalha com fotografia, principalmente porque ajuda a ver na tela o que sairá impresso.

Monitores de computador não devem ser onde você economiza seu dinheiro. Os monitores da Apple geralmente são bons e eu recomendo muito os DELL série UltraSharp, que são apropriados para o trabalho com imagem. A DELL do Brasil importa esses monitores diretamente dos EUA e dá garantia e suporte total. Caso você tenha um orçamento elevado, os EIZO são o sonho de consumo dos fotógrafos.

De resto, realmente nos falta uma seleção boa de monitores de computador no mercado nacional. Os LG e AOC da vida são muito fracos, mostrando imagens totalmente artificiais. Dos monitores nacionais, os Samsung são os mais recomendados pois são, na minha experiência, os que mais se aproximam das cores reais.

Bem, agora chegamos na parte mais crítica – a da monitoração para TV, cinema, DVD e Blu-Ray. É aqui que existem muitos mal-entendidos. Em primeiro lugar, monitores de computador não servem como referência para TV, DVD e Blu-Ray, de forma alguma e, em sua maioria, também não servem para cinema. Para esse tipo de trabalho são necessários uma placa de saída de vídeo dedicada e monitores específicos.

Sem entrar em detalhes técnicos mais complexos, o que alongaria muito este artigo, basta dizer que a colorimetria dos monitores de computador é bem diferente dos monitores de referência e até mesmo das TVs normais. Levando isso em consideração, quando você mexe em cores tendo a imagem de um monitor de computador como referência, o resultado visto em uma TV normal será sempre bastante diferente.

Também não é aconselhável ligar um monitor externo HDMI na saída HDMI de sua placa gráfica acreditando que você terá um sinal de referência. Isso nem sempre acontece. As placas de vídeo dedicadas fazem conversões de sinal de RGB para YUV, fazendo as cores ficaram no padrão de TV e não de computadores. Nem todas as placas gráficas fazem essa conversão.

Para uma monitoração correta, portanto, você precisará de uma placa de vídeo dedicada. Blackmagic, Kona e Matrox oferecem placas internas e externas para esse propósito, variando de placas só com entradas e saídas HDMI até placas com todos os tipos de entradas e saídas analógicas e digitais, incluindo HD-SDI (o formato profissional digital mais usado).

Agora chegou  a hora de ligar a saída dessas placas em um monitor apropriado. Na segunda parte deste artigo discutiremos as diversas opções de monitores, suas tecnologias e quais são realmente apropriados para edição e correção de cor.

 

Gostou do artigo ?

Inscreva-se em nossa Newsletter para receber as atualizações do VideoGuru.

Artigos relacionados
0 2931

Que tal ter uma espécie de aula magna sobre cinema, edição e documentário com Walter Murch, o autor de Num Piscar de Olhos? Pois é do que você vai poder desfrutar nesse post. Mesmo lamentando o fato de não haver...
0 2088

As aplicações de design gráfico para cinema e TV foram fundamentais para a evolução do motion graphics, sobretudo pela necessidade inerente de inclusão da tipografia escrita nos projetos, interagindo com as imagens. Obviamente, desde o cinema mudo,...
6 comentários Nesse post
  1. Olá, pode me ajudar? Comprei um monitor Sony modelo 2110W. Edito no Premiere CS6 no Imac 27, uso a saida thunderbolt com adaptador hdmi e ligo no monitor, esta saida o próprio premiere manda . Tenho notado que a cor preta está meio cinza bem diferente do monitor do Imac. Este preview do premiere é de qualidade? Este monitor Sony 2110W é bom?
    Preciso de uma placa externa? Pensei na Blackmagic Intensity Extreme, é boa? Trabalho com comerciais para TV. Obrigado.

    • Olá Gerson,
      Muitas de suas dúvidas sobre monitores serão esclarecidas na segunda parte do artigo. Quanto ao seu caso em particular, sinto informar que este monitor não é dos melhores, inclusive muito profissionais de finalização questionam o fato da Sony chamá-lo de monitor profissional, apesar dos recursos que lembram dos antigos PVM. Mas nem tudo está perdido. Embora realmante não haja santo que o transforme em um monitor de referência para marcação de luz, do jeito que está ligado em seu sistema você não conseguirá a melhor fidelidade. Utilizando o Blackmagic Intensity Extreme você obterá um sinal bem melhor, dentro das especificações apropriadas.

      Vale uma dica de um colega americano: se você não obtiver resultados satisfatórios via HDMI, conecte a Intensity Extreme via componente ao monitor. Deste modo você poderá fazer ajuste mais precisos. Não se preocupe quanto ao sinal ser analógico, pois este será o tema de um de nossos próximos artigos – Conexão componente HD vs. HDMI. Você vai ver que nem sempre o sinal digital é melhor que o analógico. Mas utilize bons cabos, de preferência profissionais, pois os que acompanham DVDs e os vendidos pelos camelôs não servem para esse nível de instalação.

  2. Muito bom mesmo. Não se acanhe em escrever muito.:) Esse é um assunto muito importante para todos os profissionais de vídeo. Recentemente tive muita dor de cabeça para fazer correções de cores de alguns vídeo. E seria de grande valia ter estas informações bem detalhadas e até mesmo a descriminação dos vários produtos disponíveis para este fim. Como o caso do CALIBRADOR.
    Corri atrás de um monitor da DELL, o Dell UltraSharp U2711. Mas além de não conseguir falar com a DELL para saber o seu preço, soube q eles só vendem para pessoa jurídica.

    De qualquer forma, agradeço a sua iniciativa.

    • Valter, embora os Dell profissionais estejam na sessão de pessoa jurídica, eles atendem pessoas físicas. Vá no site da Dell que lá tem o telefone. Ligue que um vendedor lhe atenderá. O processo é bem tranquilo.

      • Opa Paulo. Na semana em q vc postou esta msg. A DELL pois em seu site o preço dos monitores. Valeu o feedback!!

Deixa seu comentário

GALERIA

1 4919

A interação entre ação viva e animação tem sido explorada ao longo da história do cinema, com muitos exemplos dos estúdios Disney e o inesquecível "Uma Cilada para Roger Rabbit", dirigido por Robert Zemeckis. O resultado, em geral, é estimulante. Pensando bem, a idéia...
8 5398

Esse vídeo fantástico, feito na Rússia para o lançamento de um projeto imobiliário, foge totalmente dos padrões tradicionais e utiliza a fantasia, com imagens incríveis, no lugar do uso tradicional de plantas e animações dos prédios em computação gráfica....
1 6029

Há algum tempo, publicamos um post com um vídeo do editor Piu Gomes, criado para responder a essa pergunta essencial para quem quer entender a linguagem audiovisual: o que é montagem? Também publicamos, há mais tempo ainda, outro post chamado...