Home Artigos Software Não é hora de dormir! Acorda, disco rígido…

Não é hora de dormir! Acorda, disco rígido…

Um dos problemas do atual movimento verde mundial é que, embora economizar energia seja uma coisa necessária e louvável, nem sempre é uma coisa prática. Ainda mais quando o produto verde é um disco rígido que insiste em tirar um cochilo bem no meio da edição.

E o pior é que está cada vez mais difícil, por pressão dos diversos movimentos e órgãos ambientalistas mundiais, encontrar no mercado consumidor produtos que não sigam as novas normas de economia de energia. Para o consumidor típico, um disco rígido que dorme enquanto ele acessa a internet é até uma coisa legal. Afinal ele não está em uso e só desperdiça energia se ficar ativo.

O problema é que, até recentemente, podíamos escolher em nossos computadores se desejávamos que o disco rígido economizasse energia ou não. Podíamos até escolher quanto tempo ele deveria permanecer acordado. Assim, profissionais de edição que necessitam que seus HDs estejam sempre funcionando, podiam trabalhar sem aborrecimentos.

Só que agora muitos discos rígidos viraram obsessivos compulsivos por economizar energia e ignoram totalmente nossas necessidades e desejos. Mesmo quando ajustamos as preferências do computador para que eles nunca durmam, eles não conseguem se manter acordados.

Minha primeira experiência ruim foi quando tive a inocência de achar que um HD verde era melhor para o meio ambiente por ser feito de peças recicláveis e que economizaria energia mantendo, ao mesmo tempo, as características de performance listadas pelo fabricante. Nada disso!

O insubordinado HD simplesmente veio programado de fábrica para dormir em um intervalo determinado, independente de estar sendo usado ou não. Daí, no meio da edição, tudo parava até que o belo adormecido resolvesse acordar. E olha que o bicho tinha um sono pesado… Resultado: literalmente várias horas perdidas durante o tempo do projeto.

Aprendi a lição e resolvi – nunca mais compro um HD verde para editar. Só que a escolha não é mais tão simples assim, pois muitos HDs são verdes sem aviso algum e só vamos descobrir isso no meio do trabalho, geralmente depois de termos capturado e catalogado meio terabyte de material.

Assim foi com meu último trabalho, quando meu cliente trouxe um HD externo de uma marca conceituada no mercado, com interface firewire 800, que deveria ser bem rapidinho. Isto ele é… Quando não está dormindo. Porque tirando a média do tempo em que ele funciona a toda velocidade e o tempo que tenho que esperar ele acordar, ele é mais lento que o HD do meu venerável Amiga 2000.

O pior é que quando ele dorme, até mesmo em pleno processo de edição quando não estou dando folga nenhuma para ele, as imagens chegam a sumir do programa pois ele fica quase que invisível. É um verdadeiro inferno verde. E duvido que ele economize qualquer energia. No mínimo gasta mais, pois o trabalho demora muito mais para ser realizado.

Mas para quase todo problema tecnológico existe uma solução. Neste caso, um programinha genial para o Mac chamado Disksomnia, da Digital Heaven. O que ele faz é muito simples – mantém seu HD acordado à força. Uma espécie de cafeína digital para seu disco rígido sonolento.

O aplicativo é muito simples. Nele você escolhe quais de seus HDs devem permanecer acordados e, melhor ainda para quem se preocupa realmente com o meio ambiente, se eles podem dormir se você não estiver usando um programa que precise realmente deles acordados. Por exemplo, pode-se evitar que eles durmam apenas quando você está usando o Final Cut Pro, Media Composer ou Adobe Premiere.

Quer dizer, você contribui com o meio ambiente contanto que seu HD contribua com você, também. E o Disksomnia é extremamente leve para seu sistema, portanto não há nenhuma perda de velocidade quando está rodando. Tudo que é necessário é um Mac Intel 64 bits, OS 10.6.x ou 10.7 e US$ 9,99.

Gostou do artigo ?

Inscreva-se em nossa Newsletter para receber as atualizações do VideoGuru.

Artigos relacionados
1 5871

Seguindo a tendencia de ofertar pacote de produtos na área vídeo digital, a Red Giant comercializa o Shooter Suite, que traz um conjunto de aplicativos e filtros adequados para produções profissionais. Seus componentes vão desde ferramentas para facilitar a...
0 5474

Não é novidade que o Mocha é a principal referência hoje na área de motion tracking (rastreamento de movimento). O programa já tem uma história e segue se renovando, como faz agora. E muito bem, por sinal, como vamos...
1 comentário Nesse post

Deixa seu comentário

GALERIA

1 5013

A interação entre ação viva e animação tem sido explorada ao longo da história do cinema, com muitos exemplos dos estúdios Disney e o inesquecível "Uma Cilada para Roger Rabbit", dirigido por Robert Zemeckis. O resultado, em geral, é estimulante. Pensando bem, a idéia...
8 5471

Esse vídeo fantástico, feito na Rússia para o lançamento de um projeto imobiliário, foge totalmente dos padrões tradicionais e utiliza a fantasia, com imagens incríveis, no lugar do uso tradicional de plantas e animações dos prédios em computação gráfica....
1 6123

Há algum tempo, publicamos um post com um vídeo do editor Piu Gomes, criado para responder a essa pergunta essencial para quem quer entender a linguagem audiovisual: o que é montagem? Também publicamos, há mais tempo ainda, outro post chamado...