Home Artigos Hardware Premiere Pro também voa baixo no novo Mac Pro

Premiere Pro também voa baixo no novo Mac Pro

Já publicamos alguns posts dando conta da incrível melhora de performance do Final Cut Pro X no novo Mac Pro. Pudemos ver que o programa se dá bem, sobretudo, por estar preparado para se aproveitar da placa de vídeo dual de até 12GB do computador mais rápido das linhas atuais da Apple.

Ocorre que as GPUs usadas no Mac Pro recém-lançado são da AMD, mais precisamente da família FirePro, que opera com a arquitetura OpenCL. Daí veio a preocupação dos profissionais de pós-produção, porque diversos programas de edição e finalização estavam funcionando otimizados para as placas com arquitetura CUDA, como as da NVIDIA.

A BlackMagic correu atrás e incrementou o suporte a OpenCL no DaVinci Resolve. Mas a Adobe também não bobeou, e percebeu que precisava fazer o mesmo com o Adobe Premiere e, antes mesmo da virada para 2014, já tinha avançado nesse quesito.

De fato, ninguém quer perder a oportunidade fazer com que seus aplicativos sejam compatíveis e possam utilizar o máximo de poder de fogo do verdadeiro foguete que é o novo MacPro e, obviamente, fazer um certo marketing em cima disso.

Em pensar que em dado momento, nos idos do início da década de 1990, a Adobe chegou a optar por descontinuar as versões para a plataforma Mac do Premiere da época. Mas agora tudo mudou, e o Premiere Pro CC, como você vai poder constatar no vídeo abaixo, não deixa por menos e, aparentemente, se aproxima bastante do nível de performance alcançado pelo FCPX.

Vamos ver timelines sem engasgar no fluxo 4K, e edições multi-camera rolando sem problemas, tudo com preview de alta qualidade. Nós, do VideoGuru, ainda não adquirimos um Mac Pro do novo modelo para comprovar, mas, pelo que se vê no vídeo, o Premiere Pro está mesmo voando baixo na máquina.

O material vem do blog de Dave Helmly, um dos principais evangelistas dos produtos para vídeo da Adobe, que dá uma passeada pelo novo Mac Pro rodando o Premiere Pro CC em vários fluxos de trabalho, incluindo Multi Layer GPU Effects, 4K, timeline 4K mesclada, a exportação de arquivos e o Debayer de arquivos RAW Red R3D auxiliados pela GPU. Dave aproveita para falar da configuração montada para o teste, com destaque para o novo monitor LG 21:9 UltraWide QHD, e os drives Promise Pegasus 2 Raid e LaCie Little Big Disk Thunderbolt 2.

Mais uma vez, como diria Larry Jordan, é de cair o queixo. Veja você mesmo:

Parabéns, Adobe! Agora esperamos o mesmo nível de otimização para OpenCL no After Effects e em outros programas da coleção Creative Cloud. Essa é uma tendência, sem dúvida. O mercado inteiro não pode ficar amarrado a uma única arquitetura, que não é exatamente aberta, como a tecnologia CUDA.

Gostou do artigo ?

Inscreva-se em nossa Newsletter para receber as atualizações do VideoGuru.

Artigos relacionados
12 5023

O cinema digital nunca viveu um período tão interessante. Se a câmera de cinema digital chinesa iniciou a revolução dos preços baixos, foi a Blackmagic que venceu a corrida e lançou no mercado as verdadeiras câmeras revolucionárias. Agora...
30 6073

Eles são a última novidade do mercado. Monitores bem mais largos que o normal e que oferecem muito mais espaço para trabalhar. Além disso, são perfeitos para reproduzir filmes em formato cinemascope. Com um desses monitores você consegue praticamente o...

Deixa seu comentário

GALERIA

1 5017

A interação entre ação viva e animação tem sido explorada ao longo da história do cinema, com muitos exemplos dos estúdios Disney e o inesquecível "Uma Cilada para Roger Rabbit", dirigido por Robert Zemeckis. O resultado, em geral, é estimulante. Pensando bem, a idéia...
8 5479

Esse vídeo fantástico, feito na Rússia para o lançamento de um projeto imobiliário, foge totalmente dos padrões tradicionais e utiliza a fantasia, com imagens incríveis, no lugar do uso tradicional de plantas e animações dos prédios em computação gráfica....
1 6127

Há algum tempo, publicamos um post com um vídeo do editor Piu Gomes, criado para responder a essa pergunta essencial para quem quer entender a linguagem audiovisual: o que é montagem? Também publicamos, há mais tempo ainda, outro post chamado...