Home Artigos Software Saiba mais sobre o Final Cut Pro X 10.1 e sua performance...

Saiba mais sobre o Final Cut Pro X 10.1 e sua performance no novo Mac Pro

Dois aspectos principais se destacam na atualização 10.1 do Final Cut Pro X: melhora de performance e revisão da estrutura interna de gerenciamento de mídias, eventos e projetos. Agora, o FCPX parece pronto para um novo recomeço, com bases bem mais sólidas, que permitirão dar novos passos rumo à sua provável consolidação como um dos melhores programas profissionais de edição de vídeo do mercado atual. Aliás, se você ainda não experimentou o FCPX para valer, esse é um excelente momento para se aproximar do programa. Foram deixados de lado conceitos que não deram muito certo, e atendidas inúmeras demandas dos usuários. Em resumo, o programa amadureceu. Para quem já o conhece, tanto melhor, porque saberá valorizar cada novo recurso e mudanças conceituais do aplicativo, e poderá aproveitar seus benefícios de imediato.

Nesse post, trazemos bastante conteúdo para você se informar mais sobre o update, além de alguns testes com o programa no novo Mac Pro. Para começar, o melhor é assistir aos tutoriais gratuitos da Ripple Training sobre os cuidados a tomar antes de proceder à atualização do programa, devido às implicações que a nova estrutura de bibliotecas (Libraries) traz para os trabalhos pré-existentes. Esses tutoriais fazem parte de um pacote de vídeos sobre o novo update, “Final Cut Pro 10.1 In-Depth”, que o VideoGuru recomenda e pode ser adquirido diretamente pelo site da Ripple Training. Steve Martin e Mark Spencer, nossos conhecidos gurus da série Macbreak Studio, com esses tutoriais, prestam mais um grande serviço à comunidade de editores interessados no FCPX.

 

Steve e Mark foram ainda mais generosos, e postaram, também para acesso gratuito, vídeos com trechos de outros tutoriais desse pacote completo sobre o update. Vale a pena assistir ao menos um deles, publicado abaixo, porque complementa esse videos anteriores, aprofundando o esquema de funcionamento do programa com as novas bibliotecas.

 

Os leitores fãs de Steve e Mark, e com mais fôlego para encarar 1h45min de material em inglês, podem assistir ao MacBreak Studio Live, apresentado por Alex Lindsay, que publicamos a seguir.

 

Um dos efeitos dessa nova maneira de operar do FCPX é a obsolescência do programa Event Manager X, da Intelligent Assistance, que deixou de ser comercializado. Aliás, Phillip Hodgetts, um dos seus inventores, vem publicando uma série de interessantes artigos no seu blog sobre a atualização 10.1, inclusive com relatos de testes que está fazendo com o programa rodando em um novíssimo Mac Pro 12 core, dual D700 GPUs, 512 GB de memória Flash e 32 GB de RAM. Assista o vídeo abaixo com o impressionante resultado de performance alcançado pelo FCPX nos seus testes.

É Phillip quem explica o resultado mostrado no vídeo: “O Final Cut Pro X com o novo Mac Pro tocando cinco streams simultâneos de RED RAW (.r3d) nativo fora do SSD interno. A camada de fundo está dimensionada para preencher a relação de aspecto de 16:9. As quatro imagens de sobreposição estão escaladas, rotacionadas aleatoriamente e posicionadas de forma aleatória. Elas têm diferentes modos de composição aplicada, e duas têm sombras. Existem vários fades curtos e longos adicionados. O plano aéreo veio  de uma GoPro e foi ampliado. O plano de timelapse da abertura é um ProRes 4444 escalado. O plano da entrevista tem uma correção de cor aplicada. Os planos em slow motion foram filmados dessa maneira e estão tocando em velocidade normal. O Final Cut Pro X 10.1 foi ajustado para Best Performance, (que eu acredito que é um deBayer adaptativo) e a renderização de fundo estava desligada. Você pode ver a partir das barras de laranja que não foram pré-renderizados. Eu escolhi filmar com o meu iPhone, simplesmente porque eu não queria fazer uma captura de tela que pudesse afetar o desempenho.”

Veja também o vídeo abaixo, feito pelo site FCP.co, mostrando o programa rodando num Mac Pro 3GHz 8-Core Intel Xeon E5, com 64GB of RAM e GPUs dual AMD FirePro, cada uma com 6GB de VRAM. Os meninos conseguiram aplicar 18 filtros simultâneos em um vídeo 4k tocando em tempo real, sem um dropframe sequer.

Para saber mais sobre o desempenho do FCPX 10.1 no novo Mac Pro, vale ainda dar uma lida na resenha do Mac Pro feita pelo site AnandTech. Conheça a relação completa dos novos recursos do update lendo o post do VideoGuru sobre o lançamento da nova versão. Relaciono a seguir os links de três resenhas que considero que valem a leitura. A primeira é da dupla Steve Martin e Mark Spencer (clique aqui), a segunda vem da lavra de Phillip Hodgets (clique aqui), a terceira foi escrita por Scott Simons (clique aqui). Recomendo ainda a leitura dos comentários e lista de fontes de pesquisa de Alex4D sobre o 10.1 (clique aqui). Acesse também o site FCPX.tv para conferir uma lista com mais de cem recursos sugeridos pelos usuários, que seve de referência para saber o que a Apple ficou devendo para os próximos updates.

Gostou do artigo ?

Inscreva-se em nossa Newsletter para receber as atualizações do VideoGuru.

Artigos relacionados
1 5720

Seguindo a tendencia de ofertar pacote de produtos na área vídeo digital, a Red Giant comercializa o Shooter Suite, que traz um conjunto de aplicativos e filtros adequados para produções profissionais. Seus componentes vão desde ferramentas para facilitar a...
0 5376

Não é novidade que o Mocha é a principal referência hoje na área de motion tracking (rastreamento de movimento). O programa já tem uma história e segue se renovando, como faz agora. E muito bem, por sinal, como vamos...

Deixa seu comentário

GALERIA

1 4926

A interação entre ação viva e animação tem sido explorada ao longo da história do cinema, com muitos exemplos dos estúdios Disney e o inesquecível "Uma Cilada para Roger Rabbit", dirigido por Robert Zemeckis. O resultado, em geral, é estimulante. Pensando bem, a idéia...
8 5403

Esse vídeo fantástico, feito na Rússia para o lançamento de um projeto imobiliário, foge totalmente dos padrões tradicionais e utiliza a fantasia, com imagens incríveis, no lugar do uso tradicional de plantas e animações dos prédios em computação gráfica....
1 6035

Há algum tempo, publicamos um post com um vídeo do editor Piu Gomes, criado para responder a essa pergunta essencial para quem quer entender a linguagem audiovisual: o que é montagem? Também publicamos, há mais tempo ainda, outro post chamado...