Home Notícias Câmera Sony cede à pressão do mercado e surpreende com o preço da...

Sony cede à pressão do mercado e surpreende com o preço da NEX-FS700

Os diversos lançamentos de câmeras provam um dos paradigmas do capitalismo – a competição é extremamente saudável para o consumidor.  Com tantas opções de alta qualidade, não há como manter preços altos e sobreviver no mercado. Daí a surpresa geral com o preço da NEX-FS700 da Sony.

Como ela compete diretamente com câmeras como a RED Scarlet e a C300 da Canon, ou até mesmo com a C500, o valor de venda anunciado de US$ 7.999,00 surpreendeu muita gente. Afinal, a FS700 é uma câmera com sensor Super 35mm que oferece muitos recursos que a colocam à frente da competição.

Um deles é a câmera ultra lenta possível com esta câmera, como pode ser visto no vídeo abaixo, feito por Andy Shipsides. Filmado a 480 quadros por segundo, com pouquíssima perda de qualidade de imagem, ele mostra do que esta câmera é realmente capaz. Ela, na verdade, chega a filmar a 960 FPs, porém a perda de qualidade é considerável.

Outro recurso interessante é a possibilidade de filmar em 4K (o que depende de um upgrade de firmware futuro, sobre o qual não se sabe muito ainda) utilizando um gravador externo opcional de 4K em 3G HD-SDI. Para facilitar a vida do operador, a FS700 virá com filtros ND embutidos, um recurso muito comum nas câmeras de vídeo mais tradicionais.

Com este lançamento, ainda mais a este preço, a Sony vem com toda força tentar conquistar uma fatia do mercado de câmeras acessíveis que havia sido roubado pelas HDSLRs. Só que agora entra no ringue com várias outras câmeras novas, que chegam ao mercado também cheias de vontade de vencer.

Quem lucra com isso tudo somos nós, que agora podemos escolher a ferramenta que mais se adeque ao nosso estilo e ao tipo de trabalho. Qualidade é o que não falta. E os preços proibitivos de câmeras profissionais virou coisa do passado. Para mais informações sobre a NEX-FS700, leia nosso artigo sobre o lançamento da câmera. E para reservar logo a sua na B&H, clique aqui.

Gostou do artigo ?

Inscreva-se em nossa Newsletter para receber as atualizações do VideoGuru.

Artigos relacionados
0 7246

A O2 Filmes está utilizando várias Blackmagic Pocket Cinema Cameras (BMPCC) como câmeras principais nas gravações da nova comédia de sucesso da GNT, “Lili, a Ex”. A carga do conteúdo no set foi feita pela White Gorilla e toda a...
2 5728

Faz poucos dias que a Blackmagic lançou mais um firmware para suas Cinema Camera 2.5K (BMCC) e Pocket Cinema Camera (BMPCC). Esse firmware 1.9.7 adiciona a funcionalidade de poder formatar os cartões de memória nas próprias câmeras sem precisar...
22 comentários Nesse post
  1. Paulo, obrigado pelas informações relevantes. Minha preocupação é que após optar pela FS 700 ,a opção 4K venha a ser tão caro que tudo fica igual. E visível a tentativa da Sony em recuperar a posição, visto que com o lançamento da 5D Mark III a Canon deixou muitos “orfãos” que esperavam um pouco mais alem do preço. Vou esperar a poeira abaixar e ver o resultado final da Black Magic, KineRaw e outras opções. Um grande abraço – Clovis

    • Clovis, não baseie suas decisões somente nos 4K. Postaremos em breve um artigo sobre isso. Infelizmente 4K virou mais um número de marketing do que uma necessidade real de produção. Com a baixa de preço dos equipamentos de captação profissionais, os fabricantes estão em uma fronteira duvidosa entre estes e o mercado doméstico, onde se vende números que nada têm a ver com a qualidade real dos produtos. Quantos câmeras vagabundas tem sensores de 12 megapixels ou mais? Quantos equipamentos de som vagabundos são vendidos por terem uma potência de mil e tantos watts (se utilizassem o padrão RMS, tal potência cairia para uma fração e, ainda assim, cheia de distorções)? Nossa sociedade nos leva a crer que quanto maior, melhor. Mas nem sempre isso é verdade.

      • Paulo, mais uma vez obrigado! Estou lendo tudo sobre os novos equipamentos. Vou aguardar o novo artigo. Imagina como comprar entre toda esta babel de equipamentos. O site tem publicado assuntos bem objetivos que realmente escarecem. Se nao for pedir muito, dedique uma atençao especial a Black Magic camera! Parece uma boa opçao nao? Um abraço
        Clovis

  2. Olá Paulo,

    uma dúvida: a SONY NEX-FS700 tem a mesma profundiade de campo que a Canon 5D?

    Obrigado
    Gabriel

    • Olá Gabriel.

      A NEX-FS700 não tem a mesma profundidade de campo do que a 5D porque o sensor é menor (tamanho super 35mm). A vantagem é que o foco passa a ser muito menos crítico. A desvantagem é que para, se desfocar o fundo, é necessário sempre usar aberturas maiores.

  3. Gostaria de saber se á previsão para os 4k da Sony FS700 e se hoje no mercado ela tem o melhor custo benefício?

    • Andre, a Blackmagic Production Camera 4K deverá estar disponível em julho por US$ 4 mil. Além de oferecer mais qualidade que a FS700, o custo/benefício é intocável. Para mais informações, leia o artigo sobre o lançamento aqui: http://wp.me/p2T5ye-1Dj

  4. E a qualidade de imagem? é melhor, pior ou igual a uma HDSLR, tipo uma 5d Mark III por exemplo?

    Quais as lentes que essa câmera aceita?

    • Gostaria de uma outra opinião…. Eu estou estudando operação de câmera para trabalhar na produtora de família, mas ainda não sou um grande conhecedor. Estou indo para NY e posso comprar uma boa Cam, estou entre a FS700 e a Canon C300…. Posso apenas investir em uma, você poderia me dar alguma luz?

      Obrigado

      • Wilson, vai depender muito do que você vai filmar e dos outros equipamentos que você possui. Além do fluxo de trabalho, também. Qual o programa de edição, plataforma (Mac vs. PC), etc. E, é claro, também do seu gosto pessoal. E isso eu acho mais importante ainda. As Sony têm uma característica visual bem diferente das Canon. A primeira mais com cara de vídeo, que é característica da Sony, enquanto que a Canon um pouco mais próxima da textura da película.

    • Melhor que uma HDSLR, a não ser em câmera lenta exagerada, quando a latitude de cor vai embora. Praticamente as mesmas lentes que uma HDSLR, com adaptadores.

      • Você aha que as lentes prime da Canon valem a pena? Quais outras lentes você poderia sugerir?

        Obrigado.

        • Sim, as prime da Canon são boas. Tem as Rokinon de cinema que são ótimas, também. E, se você quer o melhor, tem as Zeiss ZF ou as Compact Prime.

          • E vai mais uma pergunta de leigo…. Qualquer uma dessas lentes citadas por você servem para qualquer marca? (C300, FS700 etc.)?

          • Wilson, as lentes servem para as duas câmeras, contanto que o bocal adotado seja Canon.

  5. Paulo, esse site é genial, o descobri ontem e to varrendo suas matérias aqui, ta ajudando muita gente parabéns mesmo! =)

    Me diz uma coisa, tava lendo aqui sua matéria sobre 2K, 4K…. Me bateu uma duvida:

    Visualmente falando, existe uma diferença (além do marketing “4K”) gritante na imagem final da C300, 1D e C500? Ainda não temos tecnologia 4k, a pós com certeza deve ser uma trabalheira monstra com a C500, mas e no fim das contas, uma imagem sendo exibida para o cinema ou um youtube de uma C300, 1D e uma C500 é tão diferente ao ponto de haver essa discrepância de valores?? Como falei anteriormente, minha família tem uma produtora e eu estou começando agora para trabalhar com eles, só que para trabalhar lá, eu tenho que estudar, tirar meu DRT (ja estou fazendo isso através do Senac) e ter meu próprio equipamento. Tenho uma certa preferência pelos produtos da Canon e antes que vc pergunte, será utilizado para longa metragens, curtas e documentários. Como eu falei antes, só tenho verba para um único equipamento ja que também vou investir em lentes. Porém ja procurei curtas, documentários feitos com essas câmeras (assisti todos pelo Youtube) e sinceramente não consegui descobrir nenhuma diferença tão gritante entre as 3 nas imagens finalizadas. Você pode explicar por exemplo, o que diferencia a C300 da C500, o que eu vou ganhar filmando com a C500 ja que ter ou não 4k atualmente é indiferente? C300 é full HD correto? não valeria mais a pena para mim ao invés de investir na C500, investir na C300 e investir em mais lentes ou de fato a C500 vai mudar radicalmente a imagem final?

    Grande abraço e mais uma vez, obrigado e parabéns =)

    • Wilson,
      Trabalhar em 4K significa despesas bem maiores, quantidade de armazenamento maior e muito mais tempo na pós. Isso tudo para, no final, passar o material para 1080p ou 2K. Realmente, hoje em dia, não vale a pena. Nesse caso, a C300 seria mais indicada pois, como você mesmo disse, com a diferença de preço dá para investir em um belo jogo de lentes Zeiss.

      Um outra alternativa para você que não discutimos até agora seria a Blackmagic Production Camera. Embora ela tenha sensor 4K, filma também em 1080p, direto, com uma latitude fantástica. Em RAW ou em ProRes 4:2:2, pronto para editar e fazer o tratamento de cor. Dê uma lida na matéria aqui no site e, para você ter uma idéia da qualidade e textura da imagem, dê uma olhada nesses vídeos:

      https://vimeo.com/groups/blackmagic/videos

      Embora a maioria tenha sido filmada com a BMCC, de 2.5K, dá pra você ter uma idéia da definição, latitude, etc. Sendo que o material da 4K é melhor ainda que o da 2.5K e ela tem obturador mecânico, que elimina o rolling shutter, ou efeito gelatina. A BMPC vai estar disponível a partir do final de julho por US$ 4.000,00 (o corpo), representando o melhor custo/benefício do mercado.

  6. Fala meu Guru!

    Me tira uma duvida, eu tenho visto que muitos que trabalham com audiovisual usam as lentes da serie L da Canon e nãõ˜as Prime e ainda assim os ví´déos ficam muito bons. Existe alguma diferença gritante entre gravar com uma Zeiss ou uma Prime de uma EF da Canon?

    • Wilson, a Canon tem primes da série L. As primes são lentes fixas, e não Zoom. A diferença entre as primes e as Zooms é bem significativa. As Zooms são boas, mas as primes são muito melhores. Como são lentes desenhadas para uma única distância focal, não existem compromissos técnicos e o melhor resultado possível é alcançado. Quando você filma algo com uma lente prime 1.2, por exemplo, não tem como não ficar apaixonado.
      A maioria das pessoas usa lentes Zoom por conveniência e por economia. Também para filmagem de eventos e documentários, onde nem sempre há tempo para trocas frequentes de lentes. Mas a galera boa da dramaturgia e publicidade geralmente trabalha com primes, pois há mais tempo para cuidar bem da fotografia.

        • Wilson, existem várias diferenças que influem no preço. Mas a mais importante, no caso das lentes específicas de cinema, é a mecânica. São detalhes como o mesmo diâmetro de filtros presente em toda a linha de lentes, controle de diafragma contínuo e suave, controle de foco com curso grande para maior precisão com o uso de acessórios, velocidade de montagem em um rig complicado, facilidade de visualização dos números pelos assistentes de câmera, medição precisa da quantidade de luz captada pela lente e acabamento e controle de qualidade bem mais sofisticados.

          Geralmente as lentes do tipo para cinema só são utilizadas em projetos de alto orçamento, pois suas características só podem ser apreciadas ao máximo quando existe uma equipe grande e necessidades de filmagem específicas para esse tipo de projeto. É mais uma questão operacional do que de diferença gritante de qualidade de imagem.

Deixa seu comentário

GALERIA

1 5232

A interação entre ação viva e animação tem sido explorada ao longo da história do cinema, com muitos exemplos dos estúdios Disney e o inesquecível "Uma Cilada para Roger Rabbit", dirigido por Robert Zemeckis. O resultado, em geral, é estimulante. Pensando bem, a idéia...
8 5719

Esse vídeo fantástico, feito na Rússia para o lançamento de um projeto imobiliário, foge totalmente dos padrões tradicionais e utiliza a fantasia, com imagens incríveis, no lugar do uso tradicional de plantas e animações dos prédios em computação gráfica....
1 6370

Há algum tempo, publicamos um post com um vídeo do editor Piu Gomes, criado para responder a essa pergunta essencial para quem quer entender a linguagem audiovisual: o que é montagem? Também publicamos, há mais tempo ainda, outro post chamado...