Home Artigos Hardware O Thunderbolt Display é luxo só

O Thunderbolt Display é luxo só

A Apple está realmente turbinando as configurações de máquinas baseadas em modelos não-torre, ou seja, iMac, MacBook e Mac mini. Não apenas pelos recursos dos computadores, mas também pelas possibilidades de conexão.

A novidade vem a ser a tecnologia Thunderbolt, apresentada ao mundo pela Intel no começo do ano em mais uma geração de MacBook Pro. E que depois foi estendida para o iMac e o Mac mini, e por fim, chegou aos monitores.

A porta Thunderbolt é uma interface serial de dois canais bidirecionais de 10Gbps (20Gbps para cada canal, 40Gbps no total). Um dos canais fica para a transferencia de dados através do protocolo PCI Express, enquanto o outro, por meio do protocolo DisplayPort, fica para a monitoração de vídeo.

E tem mais. Numa mesma porta Thunderbolt de um computador, podem ficar conectados até 6 dispositivos em sequência. Isso inclui, por exemplo, dispositivos de captura e saída de áudio e vídeo broadcast, dispositivos de armazenamento, e até dois monitores de computador Thunderbolt ou DisplayPort. Desse modo, pode-se chegar a uma quantidade razoável de variações de configuração.

Pensando nessas possibilidades, em julho de 2011, a Apple lançou o Thunderbolt Display, seu novo modelo de monitor de computador. Ele vem substituir o Led Cinema Display, com basicamente o mesmo design e características fundamentais, como o fabuloso tamanho de 27 polegadas na proporção 16:9, mas com a grande diferença da tecnologia Thunderbolt.

O novo monitor possui um cabo permanente com uma conexão Thunderbolt para ligar no computador e uma conexão MagSafe (para alimentar um MacBook de electricidade), e, na sua traseira, mais uma porta Thunderbolt separada, uma porta FireWire 800, 3 portas USB 2.0, e uma porta Ethernet gigabit. Só faltou uma porta USB 3.0, com a qual a Apple parece estar implicando, talvez para empurrar e fortalecer a posição da tecnologia Thunderbolt.

Note que o conector Mini DisplayPort é físicamente compatível com a porta Thunderbolt. Conforme um recente artigo de suporte da Apple, existem as seguintes opções de configuração com Thunderbolt Displays:

E a Apple diz mais:

“1. É possível conectar um segundo Apple Thunderbolt Display (27 polegadas) a um MacBook Pro de 13 polegadas, o que vai apagar o monitor integrado do MacBook Pro. Isso é normal.

2. O iMac (27 polegadas, Meados de 2011) com duas portas Thunderbolt tem suporte para um total de dois monitores Thunderbolt, não importando a qual porta Thunderbolt cada monitor esteja conectado.

3. O Mac mini com gráficos AMD tem suporte para um dispositivo compatível com HDMI em sua porta HDMI, quando estiver usando dois monitores Thunderbolt.

– Monitores Mini DisplayPort não vão se acender se forem conectados à porta Thunderbolt de um Apple Thunderbolt Display (27 polegadas).

– Monitores conectados por meio do adaptador de vídeo Mini DisplayPort à porta Thunderbolt de um Apple Thunderbolt Display (27-inch) não vão funcionar. É preciso conectar os monitores Mini DisplayPort diretamente a uma porta Thunderbolt de um Mac compatível com Thunderbolt, ou em um periférico Thunderbolt compatível. Se o monitor Mini DisplayPort estiver conectado a um periférico Thunderbolt, o monitor deve ser conectado na extremidade da sequência de Thunderbolts.”

Por conta dessas opções de porta e placa gráfica, é possível, por exemplo, montar setups a partir de um MacBook de 15 polegadas com até três telas de monitoração RGB simultaneas.

E você sempre poderá usar a porta Thunderbolt do segundo monitor para conectar mais quatro novos equipamentos Thunderbolt em sequência como os dispositivos de I/O de áudio e vídeo da Blackmagic, Aja, Matrox, etc, e dispositivos de armazenamento.

Mas para a sequência se estender, lembre-se de que os dipositivos subsequentes devem ter duas portas Thunderbolt, como o Io XT, da Aja, e os disk array Pegasus R4 e R6, da Promise. Dispositivos com uma unica porta Thunderbolt servem apenas para fechar a sequência.

No caso de configurações com o iMac com duas portas Thunderbolt, você pode chegar ao incrível setup de 3 telas de 27 polegadas simultâneas, e uma fartura de dispositivos adicionais em sequência.

O Natal está chegando, quem sabe o Papai Noel não traz para você uma configuração dessas de presente! 😉

Gostou do artigo ?

Inscreva-se em nossa Newsletter para receber as atualizações do VideoGuru.

Artigos relacionados
12 4863

O cinema digital nunca viveu um período tão interessante. Se a câmera de cinema digital chinesa iniciou a revolução dos preços baixos, foi a Blackmagic que venceu a corrida e lançou no mercado as verdadeiras câmeras revolucionárias. Agora...
30 5891

Eles são a última novidade do mercado. Monitores bem mais largos que o normal e que oferecem muito mais espaço para trabalhar. Além disso, são perfeitos para reproduzir filmes em formato cinemascope. Com um desses monitores você consegue praticamente o...

Deixa seu comentário

GALERIA

1 4868

A interação entre ação viva e animação tem sido explorada ao longo da história do cinema, com muitos exemplos dos estúdios Disney e o inesquecível "Uma Cilada para Roger Rabbit", dirigido por Robert Zemeckis. O resultado, em geral, é estimulante. Pensando bem, a idéia...
8 5347

Esse vídeo fantástico, feito na Rússia para o lançamento de um projeto imobiliário, foge totalmente dos padrões tradicionais e utiliza a fantasia, com imagens incríveis, no lugar do uso tradicional de plantas e animações dos prédios em computação gráfica....
1 5980

Há algum tempo, publicamos um post com um vídeo do editor Piu Gomes, criado para responder a essa pergunta essencial para quem quer entender a linguagem audiovisual: o que é montagem? Também publicamos, há mais tempo ainda, outro post chamado...